Veja como são as coisas…

Ao ler diversos blogs sobre as experiências das pessoas no Caminho de Santiago uma coisa me deixou intrigada e porque não dizer curiosa. Todo mundo fala de uma experiência única, o chamado do caminho, dele prover tudo como tem de ser e coisas do tipo. Sinceramente não sei se é viagem do povo que já está mais pra lá do que pra cá de tanto cansaço por caminhar tanto ou se te falo rola uma parada mágica, pessoal e intransferível. Como só saberei quando estiver lá, ficarei com a pergunta até chegar a hora, ou não. Mas tenham certeza que conto o que de mágico acontecer…
O fato é que hoje aconteceu uma coisa que achei no mínimo curiosa. Ontem resolvi calçar a bota que comprei no sábado e achei uma coisa estranha. A bota da Nômade é toda acolchoada dentro, super macia e confortável, tem umas espuminhas na dobrinha do pé para dar apoio, é bem gostosinha. Acontece que no pé esquerdo eu estava sentindo mais a espuma do que no direito. Já achei que era defeito da bota. Pra completar o cadarço de uma era maior que a outra. Hoje fui na loja para trocar, eu crente que estava com defeito. Experimentei todas as outras da Nômade e o mesmo problema. Estava meio assim… Pedi para experimentar uma Snake e, não é porque é o dobro do preço não, mas não curti. Até porque tenho de preservar meu pé e teria comprado se fosse confortável, mesmo pagando o triplo. Acontece que, ao contrário das botas da Nômade, a palmilha dela é dura feito um pau, sem contar é muito mais pesada. Fiquei num dilema: uma que meio que me deixou noiada com a espuma ou a outra nada confortável. Resolvi abstrair e fiquei com uma outra Nômade que não tinha experimentado no sábado, muito mais leve que qualquer outra que peguei e/ou experimentei.
Saí da loja e fiquei pensando no meu pé. Sério, se você começa a ler sobre bolhas, ferimentos que impede a pessoa de concluir o caminho e outras aberrações já fica meio assim. Qual não foi minha surpresa quando eu comecei a prestar atenção em minha pisada. Favoreceu muito eu estar com uma sandália da Side Walk que tem uma mini espuma na palmilha. Estava acontecendo a mesma coisa. Ou seja, o problema era o meu pé! Fiquei superfeliz, afinal, não importasse que bota comprasse, ia ter essa diferença. E veja como são as coisas. Já tinha olhado a etiqueta da outra bota, mas não tinha visto o site da Nômade. Dessa vez eu vi e entrei para ver as botas, fiquei muito curiosa com a diferença de peso. Qual não foi minha surpresa/espanto/felicidade quando li na descrição da bota que havia pego minutos antes: “Inspirada na grande caminhada de Santiago de Compostela…”. Na mesma hora tive certeza de que havia feito a escolha certa.
Parece besteira, mas vai ver já foi o guia dos peregrinos atuando para que o MEU caminho seja menos penoso. Ou já sou eu impressionada com a magia da coisa, sei lá, vá saber…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: