Andar com fé eu vou…

inclusive de ônibus.
Isso mesmo. Hoje resolvemos, na cara larga, pegar um ônibus e nos poupar desse trecho que, apesar de plano e tranquilo para se andar é muito chato porque não se vê nada de muito interessante e é o tempo inteiro paralelo à rodovia, ou seja, barulho insuportável de carros.
Saímos do albergue às 8:30 para pegar o ônibus até Astorga. Não fomos direto para Foncebadón porque tinha visto no guia que tinha umas coisas bem interessantes em Astorga.
Assim como ontem, hoje víamos as montanhas cobertas de neve durante todo o percurso. Uma sorte danada foi a rodoviária de Astorga ser justamente na frente de onde queríamos ir: a muralha, o Palácio Episcopal e a Catedral. Coisa mais linda! Nossa, fiquei impressionada, muito bonito mesmo!
Depois de passear pelo local, ouvir a missa enquanto circulava pela catedral (Zanza e Zé Carlos viram a missa mesmo), esperamos na rodoviária até podermos comprar as passagens para Foncebadón. Na rodoviária conhecemos mais um brasileiro, Gumercindo de Dracena SP. Ele foi na mesma van que a gente, mas preferiu ficar em Rabanal del Camino que é bem menor que Foncebadón.
Tínhamos visto no guia oficial de Castilla y León que a cidade tem apenas 2 habitantes, mas constatamos que são bem mais que isso na verdade, não sei de onde tiraram esses números, mas tudo bem.
A caminho do povoado praticamente todo em ruínas, fomos nos aproximando das montanhas de neve. De fato já sabíamos que iríamos para o alto, mas neve novamente?!?!? Haja frio mais uma vez. Se bem que aqui está engraçado, um frio danado, com um sol de lascar, vá entender…
Ficamos no albergue paroquial (donativo). Foi bem bacana. Para começar o hospitaleiro francês, Jerome, já foi logo dizendo que ninguém saía antes das 7 horas, achamos ótimo! Depois disse que teria jantar lá mesmo e que cada um faria alguma coisa. Essa parte do jantar foi bem bacana. Enquanto Zanza ajudava com a sopa (ou coisa do tipo), me ofereci para fazer a salada. O pessoal apareceu para ajudar o que foi bem bacana para o entrosamento dos peregrinos. Antes de servir, Jerome quis falar umas coisas e perguntou quem poderia traduzir para o inglês enquanto ele falava em espanhol, como ninguém se ofereceu, me ofereci. Achei bacana o elogio depois disso de Joan da Irlanda. Até então tive contato com pessoas de outros países que não tinham inglês como língua mãe, disseram que falava bem e tal, mas o elogio de Joan teve seu efeito se é que me entende. Falei de Marian Keyes que adoro, ela disse que acha bacana também, que ela retrata bem o cotidiano das irlandesas. Acabou me indicando uma outra escritora irlandesa Maeve Binchy.
Depois do jantar um alemão (não sei o nome) pediu para tirar uma foto com um painel de um peixe, não entendi muito bem a função daquilo, mas segundo ele era algum projeto artístico dele. Ele meio que pede paras as pessoas que vai conhecendo no caminho tirarem fotos e deixarem mensagens atrás do tal peixe. Qual não foi a minha suspresa quando li mensagens de Ivone e Rubem de BH que conheci no hospital de Belorado, esse caminho é tão pequeno…
Zanza sugeriu e eu bem que tentei ver as estrelas, Foncebadón é um local bem apropriado (acho): alto e praticamente sem luminosidade, mas não deu! Era quase 22 horas e nem sinal de por do sol.

Anúncios

2 Comentários

  1. Clara said,

    07/06/2010 às 23:03

    Caramba, ler os posts fora de ordem não da certo!
    Como assim 22hs ainda com sol? QUe horas o sol costuma nascer lá?
    Beijos!

  2. Carla said,

    08/06/2010 às 15:24

    Rapaz, constuma nascer entre 6:30 e 7:00 (acho) se o tempo chuvoso não me enganou hehehehe
    Mas é assim mesmo, estações bem definida não faz parte do vocabulário de nós baianos hehehehe


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: